Eficácia e segurança no tratamento dos distúrbios da hipopigmentação

• Fitocomplexo natural, derivado de black pepper extract (Piper nigrum L.), em óleo resina, padronizado com alta concentração de alcaloides e óleos voláteis
• Pigmerise™ não contém álcool na composição e permite aplicação em áreas sensíveis, como boca, área dos olhos e região genital, aumentando assim, a adesão dos pacientes ao tratamento
• Pigmerise™ representa um grande avanço sobre os atuais tratamentos de primeira escolha para Vitiligo, como psoralenos e quelina

Mecanismo de ação

• Pigmerise™ estimula a proliferação de melanócitos que se localizam profundamente na epiderme e aumenta a melanogênese
• Pigmerise™ protege o DNA celular e, por isso, não desencadeia o risco de desenvolvimento de melanoma
• Pigmerise™ é seguro e eficaz com ou sem uso de exposição a radiação UV
• A formulação de Pigmerise™ em Fitalite™ favorece uma absorção mais profunda do fitocomplexo, atingindo ativamente o
melanócito.

Recomendações de uso

• Aplicar uma fina camada à noite, suficiente para cobrir a extensão total da lesão;
• Para aplicação de outros produtos ou cosméticos, recomenda-se aguardar 20 minutos após a aplicação da formulação com Pigmerise™;
• Pela manhã, deve-se lavar bem o local tratado, pois Pigmerise™ também age como um bloqueador à radiação UV;
• Pode ocorrer sensação de queimação e eritema transitórios ao redor dos lábios e pálpebras (entre 5 e 30 minutos).

Eficácia e segurança nos distúrbios da hipopigmentação

Um estudo foi conduzido na Itália, durante 6 meses, com 75 pacientes de 18 à 53 anos, afetados por vitiligo com extensões variáveis entre 5% e 35% da superfície total da pele. A avaliação considerou 2 grupos de pacientes:
Grupo A (32 pacientes): receberam creme com piperina + 3 sessões semanais (UVB 311nm) de fototerapia.
Grupo B (43 pacientes): receberam somente creme com piperina.

Resultados

No grupo A, 80% dos pacientes tiveram de 76% a 100% de repigmentação.
No grupo B, 52,4% dos pacientes tiveram de 76% a 100% de repigmentação. Mais de metade dos pacientes do grupo A mostrou sinais de repigmentação a partir do primeiro mês, enquanto que, no grupo B este percentual foi alcançado entre o segundo e terceiro mês. Apenas um paciente, pertencente ao grupo B, apresentou repigmentação menor do que 25%. O percentual de repigmentação obtido permaneceu estável mesmo depois de 3 e 6 meses após o final do protocolo.

Gostaria de saber mais sobre o produto? Entre em contato conosco clique aqui.

× Como posso te ajudar?